Notícias

Descubra qual o financiamento estudantil na FASS ideal para você!


01
outubro
2018

Há algumas décadas poucas pessoas conseguiam ingressar no ensino superior. Para um estudante de baixa renda, conquistar um diploma de graduação era impensável. Mas isso vem mudando com o apoio dos programas de financiamento estudantil. Confira a seguir como funcionam alguns dos principais programas de financiamento estudantil na FASS!

1.   Novo Creducsul

A Cruzeiro do Sul Educacional conta com o seu próprio crédito estudantil, o NOVO CREDUCSUL. Nele, as mensalidades são pagas pela metade durante a graduação e os 50% restantes são pagos na conclusão do curso pelo aluno, sem juros. Contudo, o financiamento estudantil na FASS não contempla o curso de Direito.

Para contratar o crédito estudantil é necessário:

  • Ser calouro ingressante no 1º semestre, egresso na 2º graduação ou estar em processo de transferência para uma de nossas instituições.
  • Ter renda mensal inferior a um salário mínimo e/ou renda familiar inferior a pelo menos cinco salários mínimos.
  • Possuir um fiador com rendimentos mensais de pelo menos dois salários mínimos.
  • Assinar o contrato de crédito no prazo estabelecido pelo regulamento.

 

2. Prouni

Aproximadamente 40% dos matriculados em instituições de ensino privadas são beneficiários do Programa Universidade para Todos – ProUni. Para conseguir uma bolsa você precisa:

  • Ter uma pontuação mínima de 450 pontos no Enem.
  • Redação pontuada, ou seja, você não pode ter zerado essa etapa.
  • Renda per capita de até três salários mínimos por pessoa.

Você também pode ser contemplado com o ProUni se tiver cursado integral ou parcialmente o ensino médio na rede pública ou rede privada como bolsista integral, ser uma pessoa com deficiência ou ser professor da rede pública de ensino e estar concorrendo a bolsas dos cursos de licenciatura.

3. Fies

O Fies é um programa de financiamento estudantil para estudantes de baixa renda em instituições privadas de ensino superior. Os estudantes devem ter realizado o Enem em 2010 ou anos posteriores e devem estar matriculados em cursos de graduação que possuam uma avaliação positiva no SINAES, uma prova aplicada pelo MEC. Ao contratar esse financiamento, os estudantes devem pagar trimestralmente uma quantia que equivale aos juros, que são de 3,4% ao ano.

4. PraValer

Com as mudanças no Fies, muitos alunos encontraram no Crédito Universitário PraValer a oportunidade para ingressar no ensino superior. Com o PraValer não há exigência de pontuação mínima no ENEM e o processo é feito de forma ágil. O programa de crédito é válido para calouros ou veteranos e possui juros que vão de 0% a 2,9% ao mês. Veja o que é necessário para obtê-lo:

  • Ter um fiador com renda a partir de um salário mínimo e que não possua um contrato vigente com o programa e nem seja fiador de outro aluno.
  • Renda mínima de 2,2 vezes o valor total da mensalidade do curso, que pode ser composta pela soma entre a renda do fiador e a do próprio aluno.
  • CPF em situação regular, tanto o do aluno quanto o do fiador.
  • O aluno e o fiador não podem ter restrições de crédito em instituições como SPC e SERESA.

 

5. Programa Escola da Família

No Estado de São Paulo, os cidadãos podem contar com o Programa Escola da Família, um convênio firmado entre as instituições de ensino superior e o governo. Nessa modalidade, o Estado arca com 50% do valor da mensalidade e a instituição de ensino paga os 50% restantes. Em troca, o estudante precisa atuar como educador, nos fins de semana, em escolas municipais e estaduais participantes do Programa.

Para participar do Escola da Família, o estudante precisa:

  • Não possuir o nível superior completo.
  • Estar matriculado em um curso de graduação de Instituição Privada de Ensino Superior conveniada com a SEE e a FDE. Possuir interesse para desenvolver as atividades do programa junto às escolas públicas municipais ou estaduais.
  • Possuir disponibilidade para cumprir a carga horária de oito horas nos fins de semana.

 

6. Financiamento privado

Por fim, o financiamento privado também pode ser uma alternativa viável para o ingresso na instituição. Entretanto, é imprescindível que essa opção seja usada somente quando não houver mais alternativas. Além do crédito poder não financiar toda a graduação, ele possui juros elevados. O financiamento pode ser solicitado por correntistas de bancos que tenham a idade mínima de 18 anos ou, em caso de menores de idade, por seus responsáveis legais.

Para mais informações sobre financiamento estudantil na FASS, acesse: www.fass.edu.br/bolsas-e-financiamentos